NOSSO BLOG

O que é Angioplastia e Quando é Necessária?

entenda o que é angioplastia e quando é necessária
Guia de Conteúdo

Neste artigo, vamos explorar o que é angioplastia, quando ela é necessária e as possíveis complicações. A angioplastia é um procedimento médico que tem como principal objetivo abrir artérias que foram bloqueadas ou estreitadas. Essas obstruções, muitas vezes, são causadas por doenças cardiovasculares que podem levar a ataques cardíacos, derrames e até mesmo a morte.

Mas, quando é que a angioplastia é realmente necessária? Bem, essa é uma pergunta que muitos fazem e a resposta é surpreendentemente simples. A angioplastia é necessária quando as artérias estão bloqueadas ou estreitadas a ponto de causar sintomas graves. Estes sintomas podem incluir dor no peito, falta de ar, cansaço excessivo, entre outros. É importante ressaltar que, mesmo que você não esteja experienciando esses sintomas, ainda pode ser necessário realizar o procedimento se o seu médico acreditar que você está em risco de sofrer um ataque cardíaco ou derrame.

Como qualquer procedimento médico, a angioplastia tem suas possíveis complicações. Embora seja geralmente segura, existem riscos que devem ser considerados. Estes incluem reações alérgicas ao corante utilizado, danos aos vasos sanguíneos, coágulos de sangue, e em casos raros, ataque cardíaco ou derrame durante o procedimento. No entanto, o risco de complicações é geralmente baixo e o procedimento é muitas vezes a melhor opção para pessoas com artérias severamente bloqueadas ou estreitadas.

Definição de Angioplastia

Angioplastia é um procedimento médico usado para abrir artérias bloqueadas ou estreitadas. Este procedimento é realizado inserindo um pequeno balão em um vaso sanguíneo através de um cateter. O balão é então inflado para ajudar a alargar a artéria e melhorar o fluxo sanguíneo.

A angioplastia é frequentemente realizada em pacientes que têm doença arterial coronária, uma condição que ocorre quando as artérias que fornecem sangue ao coração se tornam estreitadas ou bloqueadas por uma acumulação de placa. A placa é composta por depósitos de gordura, colesterol e outras substâncias que se acumulam nas paredes das artérias.

Quando uma artéria se torna demasiado estreitada ou bloqueada, o fluxo sanguíneo para o coração é reduzido, o que pode levar a sintomas como dor no peito e falta de ar.

Tipos de Angioplastia

Existem vários tipos de angioplastia, cada um destinado a tratar uma área específica do corpo. A angioplastia coronária e a angioplastia periférica são dois dos tipos mais comuns. Mas, o que exatamente são essas duas formas de angioplastia e como elas diferem entre si?

A angioplastia coronária é um procedimento médico que tem como objetivo abrir as artérias do coração que podem estar bloqueadas ou estreitadas. Este procedimento é frequentemente realizado para tratar a doença arterial coronária, uma condição que ocorre quando as artérias que fornecem sangue ao coração se tornam endurecidas e estreitadas.

Por outro lado, a angioplastia periférica é usada para tratar bloqueios nas artérias fora do coração. Isso pode incluir as artérias nas pernas, braços, estômago ou rins. Este procedimento é comumente realizado para tratar a doença arterial periférica, uma condição que ocorre quando as artérias que fornecem sangue aos seus membros ou a outros órgãos se tornam bloqueadas ou estreitadas.

Embora esses dois tipos de angioplastia tenham objetivos semelhantes – abrir artérias bloqueadas ou estreitadas – eles são usados para tratar condições em diferentes partes do corpo. No entanto, ambos são procedimentos minimamente invasivos que podem oferecer alívio significativo dos sintomas e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Quando a Angioplastia é Necessária

A angioplastia é necessária quando as artérias estão bloqueadas ou estreitadas a ponto de causar sintomas graves. Este cenário geralmente ocorre quando a placa (uma substância pegajosa composta de gordura, colesterol, cálcio e outras substâncias encontradas no sangue) se acumula nas paredes das artérias, um processo conhecido como aterosclerose.

À medida que a placa se acumula, o espaço dentro da artéria se estreita, limitando a quantidade de sangue que pode fluir. Se a placa romper, pode formar um coágulo de sangue que bloqueia completamente o fluxo de sangue. Isso pode levar a um ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral.

Então, quando a angioplastia é necessária? Se você está experimentando sintomas como dor no peito, falta de ar, dor no braço ou mandíbula, ou outros sinais de doença arterial coronariana, a angioplastia pode ser necessária. Além disso, se os medicamentos e as mudanças no estilo de vida não estão melhorando seus sintomas, ou se você tem um bloqueio em uma artéria que é muito grande ou em um local que não pode ser alcançado com medicamentos, a angioplastia pode ser a melhor opção.

Em alguns casos, a angioplastia pode ser realizada como um procedimento de emergência após um ataque cardíaco. Isso é feito para abrir a artéria bloqueada e restaurar o fluxo sanguíneo para o coração o mais rápido possível, limitando a quantidade de danos ao músculo cardíaco.

angioplastia é um procedimento comprovado que salvou muitas vidas
Angioplastia é um procedimento médico usado para abrir artérias bloqueadas ou estreitadas. (Foto: Envato Elements)

Em suma, a angioplastia é um procedimento vital que pode salvar vidas ao restaurar o fluxo sanguíneo para o coração. No entanto, como qualquer procedimento médico, também vem com riscos. É importante discutir esses riscos e benefícios com seu médico para tomar a melhor decisão para sua saúde.

Sintomas que Requerem Angioplastia

A angioplastia é um procedimento médico que pode ser necessário se você estiver experimentando sintomas que indicam artérias bloqueadas ou estreitadas. Alguns desses sintomas podem incluir:

  • Dor no peito: Este é frequentemente o primeiro sinal de que algo pode estar errado. A dor no peito pode ser aguda e intensa ou uma sensação de pressão ou aperto.
  • Falta de ar: Se as artérias que fornecem sangue ao seu coração estão bloqueadas, você pode ter dificuldade em respirar, especialmente durante a atividade física.
  • Fadiga: Sentir-se extremamente cansado sem uma razão aparente também pode ser um sinal de que você precisa de angioplastia.

Estes são apenas alguns exemplos dos sintomas que podem indicar a necessidade de angioplastia. Se você estiver experimentando algum desses sintomas, é importante procurar atendimento médico imediatamente. O diagnóstico precoce e o tratamento podem ajudar a prevenir complicações mais graves, como um ataque cardíaco.

Complicações da Angioplastia

Embora a angioplastia seja geralmente segura, existem possíveis complicações que devem ser consideradas. Assim como qualquer procedimento médico, a angioplastia não está isenta de riscos. É crucial estar ciente desses riscos para que você possa pesar os benefícios do procedimento contra as possíveis complicações.

As complicações da angioplastia podem incluir:

  • Reestenose: Esta é a recorrência do estreitamento da artéria. Pode ocorrer no local onde o balão foi inflado.
  • Coágulos de sangue: Em raros casos, coágulos de sangue podem se formar no stent, levando a um ataque cardíaco ou derrame.
  • Perfuração ou rasgo na artéria: Embora raro, o procedimento pode causar uma perfuração ou rasgo na artéria.
  • Reação alérgica: Alguns pacientes podem ter uma reação alérgica ao corante usado durante o procedimento.

Mas não se preocupe! Seu médico irá discutir todas as possíveis complicações com você antes do procedimento e tomará todas as precauções necessárias para minimizar os riscos. Lembre-se, a angioplastia é um procedimento comprovado que salvou muitas vidas. As complicações são raras e, na maioria das vezes, os benefícios superam os riscos.

Conclusão

A angioplastia é um procedimento médico essencial destinado a abrir artérias que foram bloqueadas ou estreitadas, sendo frequentemente realizada em pacientes com doença arterial coronária. Esta condição surge quando as artérias que fornecem sangue ao coração se tornam estreitadas ou bloqueadas devido à acumulação de placa, composta por depósitos de gordura, colesterol e outras substâncias.

A necessidade de angioplastia é geralmente indicada por sintomas como dor no peito, falta de ar e outros sinais de doença arterial coronariana. Em alguns casos, a angioplastia pode ser realizada como um procedimento de emergência após um ataque cardíaco, visando restaurar o fluxo sanguíneo para o coração rapidamente e minimizar os danos ao músculo cardíaco.

Embora a angioplastia seja um procedimento vital que pode salvar vidas, ela também vem com riscos. É crucial para os pacientes estarem cientes desses riscos e discuti-los com seus médicos. Contudo, é um procedimento comprovado, e as precauções adequadas são tomadas para minimizar possíveis complicações.

Avalie post
Dr. Eduardo Horta

Veja Também

Diabetes na Circulação Sanguínea

O Impacto da Diabetes na Circulação Sanguínea

A diabetes pode ter um impacto significativo na circulação sanguínea, afetando a saúde cardiovascular de maneira negativa. Quando uma pessoa tem diabetes, o excesso de açúcar no sangue pode danificar os vasos sanguíneos, tornando-os mais

Nossos Serviços